Sulfato de Magnésio

grupos farmacológicos:

fórmula molecular:

MgSO4

princípio ativo:

Sulfato de Magnésio

Quais são os Nomes Comerciais do Sulfato de Magnésio?

Sal amargo, hypomagne, magnoston.

Qual é o Mecanismo de Ação do Sulfato de Magnésio?

Sulfato de Magnésio auxilia na manutenção do funcionamento da bomba de sódio e potássio. Age como um bloqueador de canal de cálcio fisiológico e bloqueia a transmissão neuromuscular.

Para que Sulfato de Magnésio é Indicado?

É indicado como fonte de reposição de magnésio, principalmente na ocorrência de hipomagnesemia severa, acompanhada de sinais de tetania semelhantes aos apresentados na hipocalcemia. É indicado também para tratar crises convulsivas e toxemias severas (pré-eclâmpsia e eclâmpsia gravídica.

Qual é a Posologia do Sulfato de Magnésio?

O modo correto de aplicação e administração do medicamento é pela via intramuscular / intravenosa.

Uso adulto e pediátrico

Dose para adultos:

Como anticonvulsivo:
Vias intramuscular ou intravenosa:
 em solução a 50%, adultos e adolescentes, 2 a 10 mL. No caso da administração intramuscular, é recomendável aplicar nas nádegas de forma alternada.
Infusão endovenosa: 8 mL em 250mL de glicose a 5% ou cloreto de sódio a 0,9% administrada a uma velocidade que não ultrapasse 4mL por minuto.

Como restaurador de eletrólitos:
Deficiência leve:
 Intramuscular – 2 mL em solução a 50%, administrada a cada 6 horas em 4 doses diárias.
Deficiência severa: Intramuscular – 0,5mL por kg de peso corporal/dia.
Infusão endovenosa: 10 mL em 1 litro de glicose a 5% ou cloreto de sódio a 0,9%, administrada lentamente por um período de 3 horas.

* A prescrição usual limite para adulto é de 80 mL diariamente.

Dose para crianças:

Como anticonvulsivo:
Intramuscular:
 de 0,04mL a 0,08mL, por kg de peso corporal, o necessário para controle das crises convulsivas.

* A dosagem e duração do tratamento são de exclusivo critério médico.

Para hipomagnesemia grave:
Via intravenosa, adultos e crianças mais velhas, 2 a 8 mL em tomadas divididas: Repete-se a administração diariamente até que os níveis séricos voltem ao normal.

* Duração do tratamento a critério médico.

Quais são os Efeitos Colaterais do Sulfato de Magnésio?

O modo correto de aplicação e administração do medicamento é pela via intramuscular / intravenosa.

Uso adulto e pediátrico

Dose para adultos:

Como anticonvulsivo:
Vias intramuscular ou intravenosa:
 em solução a 50%, adultos e adolescentes, 2 a 10 mL. No caso da administração intramuscular, é recomendável aplicar nas nádegas de forma alternada.
Infusão endovenosa: 8 mL em 250mL de glicose a 5% ou cloreto de sódio a 0,9% administrada a uma velocidade que não ultrapasse 4mL por minuto.

Como restaurador de eletrólitos:
Deficiência leve:
 Intramuscular – 2 mL em solução a 50%, administrada a cada 6 horas em 4 doses diárias.
Deficiência severa: Intramuscular – 0,5mL por kg de peso corporal/dia.
Infusão endovenosa: 10 mL em 1 litro de glicose a 5% ou cloreto de sódio a 0,9%, administrada lentamente por um período de 3 horas.

* A prescrição usual limite para adulto é de 80 mL diariamente.

Dose para crianças:

Como anticonvulsivo:
Intramuscular:
 de 0,04mL a 0,08mL, por kg de peso corporal, o necessário para controle das crises convulsivas.

* A dosagem e duração do tratamento são de exclusivo critério médico.

Para hipomagnesemia grave:
Via intravenosa, adultos e crianças mais velhas, 2 a 8 mL em tomadas divididas: Repete-se a administração diariamente até que os níveis séricos voltem ao normal.

* Duração do tratamento a critério médico.

Quais são os Cuidados de Enfermagem para Pacientes sob uso de Sulfato de Magnésio?

• Não deve-se utilizar em casos de insuficiência renal, bloqueio cardíaco, dano no miocárdio e depressão respiratória.

• Atentar-se a pacientes digitalizados, esse medicamento deve ser utilizados cuidadosamente pois o sulfato de magnésio pode causar sérias mudanças na condução cardíaca, podendo resultar em bloqueio cardíaco.

• É necessário monitorar os níveis séricos de magnésio durante o tratamento, não podendo exceder 4 -10 mEq/L. (O nível normal de magnésio sérico é de 1,5 a 2,5 mEq/L).

• Monitorar o paciente, para verificar se o mesmo não apresenta sintomas de intoxicação por magnésio, nesse caso é necessário administrar imediatamente um injetável de sal de cálcio.

Referências

BRASIL. ANVISA. . Bulário Eletrônico. 2016. Disponível em: https://consultas.anvisa.gov.br/#/bulario/. Acesso em: 02 mai. 2022.

BARROS, Elvino. Medicamentos de A a Z: 2016-2018. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2016.

CAETANO, Norival. BPR – Guia de Remédios 2016/17. 13. ed. Porto Alegre: Artmed, 2016.

HALEX ISTAR. Bula Profissional de Saúde – Sulfato de Magnésio 50%. Goiânia-GO. 2013. Disponível em: https://cdn.remediobarato.com/pdf/eb2d2e04262edfdd800e54781586cc4e.pdf?download&_gl=1*onhnv9*_ga*MTg2MzEyMzMwOC4xNjUxNzYzNjY0*_ga_02JP6XF8GH*MTY1MTc2MzY2NC4xLjEuMTY1MTc2MzY5My4w. Acesso em 05 mai 2022.

escrito por:

Gabriel Fellipe Félix Lima

Gabriel Fellipe Félix Lima

Graduando em Enfermagem pela PUC Goiás, Designer Gráfico, Programador e Apaixonado por Tecnologia!